Merck Foundation
  • Conteúdo multimédia

  • Imagens (2)
    • Dr. Rasha Kelej, CEO da Merck Foundation com Merck Foundation Alumni
    • Dr. Rasha Kelej, CEO da Merck Foundation da H.E. DJÈNÈ CONDÉ, a primeira-dama da Guiné; ELE. FATIMA MAADA BIO; A primeira-dama da Serra Leoa; ELE. Prof. GERTRUDE MUTHARIKA, A Primeira Dama do Malawi; ELE. FATOUMATTA BAH-BARROW, a primeira-dama da Gâmbia; ELE. Denise Nkurunziza, a primeira-dama do Burundi; ELE. AÏSSATA ISSOUFOU MAHAMADOU, a primeira-dama do Níger; ELE. BRIGITTE TOUADERA, a primeira-dama da República Centro-Africana; ELE. REBECCA AKUFO-ADDO, a primeira dama de Gana; ELE. CLAR MARIE WEAH, a primeira-dama da Libéria; ELE. ANTOINETTE SASSOU-NGUESSO, a primeira-dama do Congo Brazzaville; ELE. MONICA GEINGOS, a primeira-dama da Namíbia; ELE. AUXILLIA MNANGAGWA, a primeira-dama do Zimbábue; ELE. NEO JANE MASISI, a primeira-dama do Botswana; ELE. Dra. ISAURA FERRÃO NYUSI, Primeira Dama de Moçambique e Ex-Primeira Dama da Mauritânia
  • Ligações (4)
  • Todos (6)
Fonte: Merck Foundation |

A Fundation Merck, em parceria com 18 Primeiras Damas Africanas, respondem à Pandemia de coronavírus em quatro áreas principais

A Fundação Merck fez parceria com as Primeiras Damas Africanas para apoiar a subsistência de milhares de mulheres e famílias de trabalhadores informais e diários

A Fundação Merck decidiu fazer parceria com as Primeiras Damas Africanas para apoiar até 1000 famílias de trabalhadoras e trabalhadores casuais em cada país

LILONGWE, Malawi, 10 de junho 2020/APO Group/ --

A Fundação Merck (www.Merck-Foundation.com), o braço filantrópico da Merck KGaA Alemanha correu para responder à Pandemia de coronavírus em parceria com 18 Primeiras Damas, Ministérios da Saúde, Informação e Educação de África, com foco em quatro áreas principais:

  1. Apoio comunitário: A Fundação Merck faz parceria com as Primeiras Damas Africanas para apoiar a subsistência de milhares de mulheres e trabalhadores informais afectados pelo bloqueio do Coronavírus
  2. Fortalecimento da capacidade de assistência médica; a Fundação Merck iniciou a capacitação em assistência médica ao coronavírus fornecendo diplomas on-line de um ano e mestrado de dois anos em medicinas respiratória e aguda para Médicos Africanos
  3. Conscientização comunitária por meio de prémios de jornalismo: a Fundação Merck anunciou os prémios de jornalismo 'Fique em Casa' em África, Médio Oriente, Ásia e América Latina para aumentar a conscientização sobre o coronavírus
  4. Sensibilização comunitária de crianças e jovens:  A Fundação Merck lançou um livro de histórias inspirador 'Fazer a Escolha Certa' em parceria com as Primeiras Damas Africanas para sensibilizar crianças e jovens sobre o Coronavírus

A Fundação Merck fez parceria com as Primeiras Damas Africanas da Libéria, Gana, RD do Congo, Zimbábue, Níger, Serra Leoa, Malawi e Burkina Faso para apoiar a subsistência de milhares de mulheres e famílias de trabalhadores informais e diários mais afectados pelo Confinamento do Coronavírus (COVID-19). A contribuição de socorro também foi realizada no Egito, com o objectivo de apoiar 500 famílias.

A Dra. Rasha Kelej, PCA da Fundação Merck, explicou: “O confinamento imposto na maioria dos países afectou mais os trabalhadores e mulheres do dia a dia, tornando muito difícil a sobrevivência deles. Portanto, a Fundação Merck decidiu fazer parceria com as Primeiras Damas Africanas para apoiar até 1000 famílias de trabalhadoras e trabalhadores casuais em cada país, com o objectivo de salvar o seu sustento como parte da "Iniciativa Separada mas Conecta" da Fundação Merck.

Falando das mulheres afectadas pelo bloqueio, a Dra. Rasha Kelej explicou: “Estou triste por saber que a pandemia levou a um aumento horrível de violência contra as mulheres. O confinamento em casa com um parceiro abusivo resultou não apenas em violência física, mas também em violência emocional contra as mulheres, o que pode ter consequências desastrosas para a saúde e bem-estar destas. Portanto, decidimos nos concentrar no apoio às mulheres na nossa intervenção comunitária de cornavírus e continuamos fortemente a empoderar as mulheres com infertilidade e sem filhos como parte de nossa campanha de assinatura Merck Mais do queMãe”. Sabemos que agora elas precisam do nosso apoio mais do que nunca.”

"Acreditamos firmemente que o fortalecimento da capacidade profissional de assistência médica é a estratégia certa para melhorar o acesso à assistência médica de qualidade e equitativa, especialmente durante esta pandemia cruel". Dr Kelej adicionou

Portanto, a Fundação Merck continuará fortemente os seus programas actuais de superação e capacitação e concentrar-se-a especialmente no desenvolvimento da capacidade de assistência médica ao Coronavírus, fornecendo aos pós-graduados em Medicina africanos e asiáticos um diploma on-line de um ano e um mestrado on-line de dois anos em Medicinas Respiratória e Aguda numa das universidades do Reino Unido. Este programa é uma parceria com as Primeiras Damas Africanas, Ministros da Saúde e a Academia nos dois continentes.

Como parte de sua estratégia de resposta ao bloqueio do coronavírus, a Fundação Merck programou para mais pós-graduados em medicina africanos e asiáticos as suas bolsas de estudos on-line de especialização médica.

Durante esse bloqueio, a Fundação Merck concentrar-se-a mais nessas bolsas de estudo on-line, com um diploma de um ano e dois anos de mestrado em várias especialidades, como: Diabetes, medicinas preventiva e cardiovascular, medicinas de endocrinologia e sexual e reprodutiva.

Para candidatar-se a essas bolsas, envie um email para: submit@merck-foundation.com

A Fundação Merck também lançou os Prémios de Jornalismo 'Fique em Casa' em parceria com as Primeiras Damas Africanas de Gana, Nigéria, República Democrática do Congo (RDC), Malawi, Namíbia, Níger, Guiné Conacri, Burundi, República Centro-Africana  (CAR), Chade, Zimbábue, Zâmbia, Gâmbia, Libéria e Congo Brazzaville, Angola, Mali, Moçambique para países africanos de língua inglesa, francesa, portuguesa e árabe. Os prémios também foram anunciados para países do Médio Oriente, da Ásia e em espanhol para os países da América Latina. O tema dos prémios é 'Aumentar a Sensibilização sobre como manter-se seguro, fisica e mentalmente saudável durante o bloqueio do coronavírus, com o objectivo de separar factos  de mitos e equívocos'. Para candidatar-se a esses prémios , envie email para: submit@merck-foundation.com

A Dra. Rasha Kelej enfatizou: “Acreditamos firmemente que a mídia desempenha um papel crítico na conscientização sobre questões sensíveis e urgentes, como o coronavírus. Estou ansiosa para receber o trabalho criativo e informativo de nossos vencedores, para que eles se tornem campeões de saúde da Fundação Merck nos seus países. ”

A Fundação Merck também lançou um livro de histórias inspirador chama'Fazer a escolha certa' em parceria com 18 Primeiras Damas Africanas. A história visa aumentar a conscientização sobre a prevenção do coronavírus entre crianças e jovens, pois fornece factos sobre a pandemia e como manter-se seguro e saudável durante o surto. Também promove honestidade, trabalho árduo e a capacidade de fazer as escolhas certas, mesmo nos momentos mais difíceis. A história foi divulgada em três línguas: inglês, francês e português. Para ler o livro de histórias, clique nos links abaixo:

Portuguese: https://bit.ly/3f8KY5Q
English: https://bit.ly/3cNXTIS
French: https://bit.ly/2XMxM0X

Distribuído pela APO Group em nome de Merck Foundation.

Participe da conversa nas nossas plataformas de mídias sociais abaixo e deixe a sua voz ser ouvida:
Facebook: bit.ly/2MmUl3p
Twitter: bit.ly/2NDqHLR
YouTube: bit.ly/318obQe
Instagram: bit.ly/2MtCKsu
Flicker: bit.ly/2P7AICN
Website: www.Merck-Foundation.com

Sobre o programa de bolsas de estudo e mestrado em Oncologia da Merck:
Como parte do Merck Cancer Access (Acesso ao Cancro da Merck), o programa tem o foco a criação de capacidade profissional de tratamento de cancro, com o objectivo de aumentar o número limitado de oncologistas em África. Programa de Bolsas de Estudo em Oncologia de um ano, um ano e meio, dois anos na Índia, Malásia, Quénia e Mestrado em Oncologia Médica por três anos no Egito em parceria com os Ministérios da Saúde da África, Governos Locais e Academia.

Lançado em 2016, mais de 80 candidatos de mais de 26 países africanos foram inscritos no Programa de Bolsas de Estudo em Oncologia da Merck. O programa continuará a aumentar a capacidade de tratamento de cancro em países africanos, como Botsuana, Burundi, Camarões, CAR, Chade, Congo Brazzaville, RDC, Etiópia, Gabão, Gâmbia, Gana, Guiné, Quénia, Libéria, Maurícias, Namíbia, Níger,  Nigéria, Ruanda, Senegal, Serra Leoa, África do Sul, Tanzânia, Uganda, Zâmbia e Zimbábue.

Sobre o Programa de Formação em Fertilidade e Embriologia da Merck:
O Programa de Formação em Fertilidade e Embriologia da Merck foi lançado em 2016 como parte da Merck Mais Que uma Mulher. Sob esse programa, a Fundação Merck oferece formação prática a candidatos de África e Ásia, em parceria com o Instituto de Ciência da Reprodução da Indonésia (IRSI), Indonésia; Instituto Internacional de Formação e Pesquisa em Saúde Reprodutiva (IIRRH), Índia; Academia Manipal de Educação Superior (MAHE), Índia e Hospitais Indira de FIV, Índia.

Por meio desse programa, a Fundação Merck está a fazer história em muitos países africanos e asiáticos, onde nunca houve especialistas em fertilidade ou clínicas especializadas em fertilidade antes da intervenção da 'Merck Mais Que uma Mulher', para formar os primeiros especialistas em fertilidade como na Serra Leoa, Libéria, Gâmbia, Níger, Chade, Guiné, Etiópia, Mianmar e Uganda.

Até agora, a Fundação Merck ofereceu a mais de 180 candidatos, treinamento clínico e prático a especialistas em fertilidade e embriologistas em mais de 35 países de África e Ásia, como: Bangladesh, Benin, Burkina Faso, Burundi, Camarões, Chade, CAR, Costa do Marfim, RDC, Congo Brazzaville, Etiópia, Gana, Guiné, Quênia, Malásia, Libéria, Mali, Mianmar, Namíbia, Nepal, Nigéria, Níger, Filipinas, Rússia, Ruanda, Senegal, Serra Leoa, Sri Lanka, Gâmbia, Togo, Tanzânia, Uganda, Zâmbia e Zimbábue.

Sobre o projceto Pontos Azuis de Diabetes da Merck:
Projecto Pontos Azuis de Diabetes da Merck, em parceria com as Primeiras Damas Africanas, Ministérios da Saúde e Academia para ajudar a melhorar o acesso à assistência equitativa e de qualidade de diabetes em todo o país nos países africanos. Candidatos de diferentes províncias, países ou distritos dos respectivos países beneficiam de um Diploma Online de Pós-Graduação em Diabetes em inglês para países de língua inglesa, ou um curso de mestrado Online sobre Tratamento Clínico de Diabetes de 3 meses, em francês e francês para países de língua portuguesa e francesa respectivamente, garantindo cobertura geográfica de todo o país para ajudar a melhorar o panorama de tratamento de diabetes em África.

Sobre a Fundação Merck:
A Fundação Merck (www.Merck-Foundation.com), criada em 2017, é o braço filantrópico da Merck KGaA Alemanha, tem como objectivo melhorar a saúde e o bem-estar das pessoas e aprimorar as suas vidas através da ciência e da tecnologia. Os nossos esforços são principalmente focados na melhoria do acesso a soluções de cuidados de saúde de qualidade e equitativa em comunidades carenciadas, desenvolvimento de capacidade de cuidados de saúde e pesquisa científica e empoderamento de pessoas em STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) com foco especial em mulheres e jovens. Todos os comunicados de imprensa da Fundação Merck são distribuídos por e-mail e ao mesmo tempo estão disponíveis no site da Fundação Merck. Visite www.Merck-Foundation.com para ler mais. Para saber mais, consulte as nossas mídias sociais: Fundação Merck (www.Merck-Foundation.com); Facebook (bit.ly/347DsTd), Twitter (bit.ly/2REHwaK), Instagram (bit.ly/2t3E0fX), Youtube (bit.ly/2E05GVg) e Flicker (bit.ly/2RJjWtH).

Sobre a Merck:
Merck (www.MerckGroup.com) é uma empresa de ciência e tecnologia líder em saúde, ciência da vida e materiais de desempenho. Quase 52 mil funcionários trabalham para desenvolver tecnologias que melhoram e aumentam a vida - de terapias biofarmacêuticas para o tratamento de cancro ou esclerose múltipla, sistemas de ponta para pesquisa e produção científica, aos cristais líquidos para smartphones e televisores LCD. Fundada em 1668, a Merck é a mais antiga empresa de produtos farmacêuticos e químicos do mundo. A família fundadora continua a ser a principal proprietária do grupo corporativo publicamente listado. A Merck detém os direitos globais do nome e marca Merck. As únicas excepções são os Estados Unidos e o Canada, onde a empresa funciona como EMD Serono, Milliporesigma.