BRUSSELS, Bélgica, 16 de abril 2018/APO Group/ --

Em 16 de abril de 2018, o Conselho adotou conclusões sobre o Sudão do Sul.

É observado nas conclusões que 2018 é um ano crítico para garantir a paz no Sudão do Sul, visto que o mandato do governo de transição de unidade nacional, estabelecido no Acordo sobre a Resolução do Conflito no Sudão do Sul (ARCSS), está a chegar ao fim. Embora o ARCSS continue a constituir a base do processo, os debates deverão refletir a situação real no terreno.

O Conselho reitera a profunda preocupação da UE face à continuação dos combates e às graves violações e atropelos dos direitos humanos que infligiram horrendos níveis de sofrimento humano e deixaram o país em ruínas. Nas conclusões, a UE insta todas as partes nas negociações a colocarem o futuro do país e as necessidades do seu povo em primeiro lugar. A UE insta ainda todas as partes no conflito no Sudão do Sul a cessarem imediatamente os combates e a participarem de boa fé no processo de paz.

O Conselho conclui que a UE continua disposta a aplicar todas as medidas adequadas àqueles que obstruem o processo político.

Distribuído pela APO Group em nome de Council of the European Union.