Africa Oil Week
Fonte: Africa Oil Week |

Ministros de alguns dos maiores países produtores de petróleo e gás da África se reúnem na Cidade do Cabo para discutir o futuro da indústria de energia

Os ministros aproveitarão a cúpula da AOW como plataforma para discutir as estratégias nacionais, a competitividade soberana, a emissão licenças e conclusão de licitações

H. Slim Feriani, Ministro de Energia da Tunísia, que fará parte do grupo de palestrantes do governo pela primeira vez na história da AOW

LONDRES, Reino Unido, 21 de may 2019/APO Group/ --

Dezessete ministros das maiores nações que produzem energia da África, incluindo países como Nigéria, Guiné Equatorial e Tunísia, entre outros, concordaram em se reunir na Cidade do Cabo durante a Africa Oil Week (AOW) (www.Africa-OilWeek.com), que acontecerá de 4 a 8 de novembro de 2019 para definir novas parcerias com seus setores de energia.

Os ministros aproveitarão a cúpula da AOW como plataforma para discutir as estratégias nacionais, a competitividade soberana, a emissão licenças e conclusão de licitações. Com o crescimento da pressão sobre as soberanias para o desenvolvimento de ambientes operacionais atrativos, os ministros detalharão suas estratégias de hidrocarbonetos para um público de mais de 1.500 altos executivos de toda a cadeia de fornecedores (upstream value), incluindo NOCs e IOCs, operadores independentes, a comunidade de geociência, empresas de serviços e EPCs, além da comunidade de investimentos.

Em 2019, os ministros que já confirmaram presença são:

  • H. Slim Feriani, Ministro de Energia da Tunísia, que fará parte do grupo de palestrantes do governo pela primeira vez na história da AOW. Embora a Tunísia seja bem conhecida pela produção de petróleo, Feriani anunciou recentemente que a nação planeja dobrar sua produção de gás deste ano, de 35.000 barris de óleo equivalente (BOE) para 65.000 barris, quando o campo de gás de Nawara, no sul do país, entrar em operação em junho. Ele fornecerá mais detalhes sobre o status dos recursos de petróleo e gás da Tunísia na AOW 2019.
  • S. Ex.ª Irene Muloni, Ministra de Energia e Desenvolvimento Mineral de Uganda. Em 2018, Uganda realizou uma exposição itinerante na AOW para apresentar as “reservas comprovadas de petróleo e gás do país, que constituem cerca de 12% da produção mundial de petróleo”. Este ano, ela vai expandir este tema com uma atualização sobre o mais recente projeto de exploração de petróleo do país.
  • S. Ex.ª Gabriel Mbaga Obiang Lima, Ministro de Minas, Indústria e Energia da Guiné Equatorial. Famosa pelos seus campos petrolíferos offshore, a Guiné Equatorial produz cerca de 13,5 milhões de toneladas de petróleo bruto por ano, com 149 milhões de toneladas de reservas de petróleo recuperáveis. Participe desta sessão na AOW para saber mais sobre a atraente política e ambiente regulatório do país para o setor de energia.
  • H. Dr. Emmanuel Ibe Kachikwu, Ministro de Estado para Recursos de Petróleo da Nigéria. A Nigéria é o maior produtor e exportador de petróleo da África; no entanto, também tem grandes reservas de gás para desenvolvimento, atraindo o interesse de empresas locais, como a Seplat e a Oando, que patrocinam a AOW em 2019. Não perca as novidades do ministro sobre os mais interessantes desenvolvimentos de projetos e políticas de exploração da Nigéria.

Juntamente com os já mencionados, os ministros da África do Sul, República do Congo, República Centro-Africana, Djibuti, Burkina Faso, Guiné, Gâmbia, Mali, Zâmbia, Ruanda e Chade também estarão presentes no evento. Para saber mais sobre o programa do governo da Africa Oil Week, veja a lista completa dos ministros que participarão do evento acessando www.Africa-OilWeek.com

Distribuído pela APO Group em nome de Africa Oil Week.

Contato de mídia:
Joanna Kotyrba
Africa Oil Week
Joanna.Kotyrba@ite-exhibitions.com

Sobre Africa Oil Week:
Africa Oil Week (www.Africa-OilWeek.com) é o principal evento sobre petróleo e gás do continente, que conta com a participação de mais de 1.500 executivos de alto nível do mundo inteiro para a geração de novos negócios. A comunidade global de E&P - governo, NOCs, empresas internacionais de petróleo, independentes, investidores e prestadores de serviços - se reúne aqui como em nenhum outro evento. Este evento exclusivo é um concentrador para a realização de negócios e criação de redes com os principais tomadores de decisão.