Fonte: Governo de Angola |

Coronavirus- Angola: Oito pessoas perderam a vida e 150 estão recuperadas

Os laboratórios de testagem processam nas últimas 24 horas 2.095 amostras por RT-PCR, com uma taxa diária de positividade de 12 por cento, elevando o cumulativo para 1.056.462 de amostras processadas até à data

Em internamento, nos centros de tratamento da COVID-19 há 236 doentes

LUANDA, Angola, 14 de outubro 2021/APO Group/ --

Nas últimas 24 horas, o país registou 349 casos novos de COVID-19, dos quais 275 em Luanda, 18 no Huambo, 17 em Cabinda, 10 no Cuanza Sul, nove em Malanje, sete no Uíge, quatro na Huíla, três no Cunene, dois no Bengo  e Zaire. A província do Cuando Cubango e Namibe reportaram um caso cada.

Os cidadãos infectados estão entre os dois meses e 93 anos, sendo 193 do sexo masculino e 156 do feminino.

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção Nacional de Saúde Pública divulgado esta quarta-feira, 13 de Outubro, foram ainda reportados oito óbitos, sendo seis do sexo masculino e dois do feminino, com idades entre 39 e 86 anos. Desde número, cinco ocorreram em Luanda, dois em Malanje e um em Cabinda.

No mesmo período, 150 pessoas entre três e 79 anos recuperaram da doença, dos quais 76 em Luanda, 28 no Bié, 17 no Huambo. A província de Cabinda registou nove recuperações e o Cuando Cubango três.

Os laboratórios de testagem processam nas últimas 24 horas 2.095 amostras por RT-PCR, com uma taxa diária de positividade de 12 por cento, elevando o cumulativo para 1.056.462 de amostras processadas até à data. A  taxa de positividade cumulativa está de 5.9 por cento.

As autoridades sanitárias apresentaram um quadro epidemiológico com 62.143 casos positivos, dos quais 50.191 recuperados, 1.650 óbitos e 10.302 activos, sendo 16 críticos, 42 graves, 118 moderados, 60 leves e 10.066 assintomáticos.

Em internamento, nos centros de tratamento da COVID-19 há 236 doentes. Já em quarentena institucional estão 98 pessoas e sob vigilância epidemiológica 5.033 contactos directos e ocasionais de casos positivos.

Distribuído pela APO Group em nome de Governo de Angola.