Fonte: Anzisha Prize |

Na celebração do seu décimo ano, o Prémio Anzisha atribui o seu maior prémio à empreendedora egípcia de 21 anos de idade

Alaa Moatamed, Co-Fundadora do Presto, um serviço líder de gestão de entregas, leva para casa o Grande Prémio de $25.000

Quero expandir o meu serviço por toda África para ajudar as mulheres que sofrem de problemas operacionais

JOHANNESBURG, África do Sul, 28 de outubro 2020/APO Group/ --

Com um grupo de finalistas talentosos de mais de 15 países africanos, Prémio Anzisha 2020 (www.AnzishaPrize.org), o principal prémio para os empreendedores mais jovens da África, vai para Alaa Moatamed, uma jovem empreendedora cuja empresa oferece aos empresários um serviço de entregas conveniente e acessível para os clientes. A empreendedora da EdTech, Matina Razafimahefa, de 22 anos de idade, do Madagascar, ficou em segundo lugar ($15.000), enquanto o empreendedor de infra-estrutura, Mohamed Bah, de 22 anos de idade, da Serra Leoa, ficou em terceiro lugar ($12.500).

Os 20 finalistas foram seleccionados de um grupo inicial impressionante de mais de 1.000 jovens empreendedores, em relação a 600 em 2019. O Prémio Anzisha tem o orgulho de ter atraído candidatos de mais de 30 países africanos, em vários sectores. Cada um dos 20 finalistas, que passaram por um processo de selecção rigoroso receberá $2.500 e terá a oportunidade de ingressar numa bolsa de 122 empreendedores que recebem apoio e orientação para a criação de empresas. Desde 2011, os Membros da Anzisha criaram mais de 2.000 empregos, 56 por cento dos quais foram para os jovens africanos com menos de 25 anos de idade.

Desde muito jovem, Alaa era apaixonada por negócios. Em 2016, ela participou do EYouth (www.EYouthegypt.com) onde cofundou e dirigiu a sua primeira iniciativa "Fettrah", um projecto que visa a educação de pessoas com deficiência mental. Depois da Fettrah, Alaa co-fundou o CFI "Camps for Intelligent", uma organização direccionada para os jovens de 12 a 17 anos que lhes proporcionou habilidades não oferecidas na educação tradicional como arte e desenho, Android e web design e línguas. Através do CFI, Alaa e a sua equipa alcançaram mais de 70 jovens. Depois de 2017, Alaa trabalhou como gestora de comunidade para um espaço de trabalho em nuvem, um dos principais centros de negócios em Al Minya, Egito. Com a soma das suas experiências, Alaa cofundou a Presto.

O Presto é um sistema automatizado de entregas que conecta vendedores com clientes e fornecedores. A plataforma oferece uma rede colectiva de agentes de entregas para pequenas empresas. O Presto tem feito sucesso desde o seu lançamento em 2019 e atende 300 lojas e comerciantes em duas cidades.

“Em todo o norte do Egipto, vi pessoas a sofrerem com o problema que estamos a resolver e queria dar o meu melhor para as ajudar, especialmente as pequenas empresas lideradas por mulheres. Quero expandir o meu serviço por toda África para ajudar as mulheres que sofrem de problemas operacionais,”disse Alaa.

Matina Razafimahefa, que ficou em segundo lugar, é a fundadora da Sayna (www.Sayna.io), uma empresa inovadora EdTech. A sua empresa busca, forma e produz jovens africanos altamente equipados em habilidades digitais específicas do sector. Desde a sua criação, a empresa expandiu sua formação para Comores, Costa do Marfim, Benin e Senegal. Até à data, a Sayna colocou 80% de seus alunos no mercado global de TI.

Mohamed Bah, que ficou em terceiro lugar, é Fundador da Information for All (IFA) (https://bit.ly/3jCjvLI), uma empresa que constrói perfurações e repara poços de água e latrinas, o que garante a sustentabilidade da água e higiene para comunidades carentes de água. Até à data, a equipa da IFA perfurou mais de 20 poços e forneceu água limpa a milhares de pessoas.

“Os jovens que participaram no Prémio Anzisha na última década lembram-nos que apostar nos jovens da África é uma receita para o sucesso”, disse a oradora principal, Reeta Roy, Presidente e Directora Executiva, Fundação Mastercard. “Mais do que nunca, precisamos do espírito empreendedor destes jovens.”

O Prémio Anzisha é uma parceria entre a African Leadership Academy e a Fundação Mastercard (www.MastercardFDN.org/logo). Os finalistas do Prémio Anzisha de 2020 foram ceelebrados na terça-feira, 27 de Outubro, durante a cerimônia de premiação virtualdo10º ano do programa. Milhares de espectadores sintonizaram para celebrar os jovens empreendedores africanos inovadores que estão a criar empregos nas suas comunidades.

As inscrições para o próximo ciclo do Prémio Anzisha serão abertas em 15 de Fevereiro de 2021. Se gostaria de nomear jovens empreendedores, visite anzisha.org/nominate. Para aqueles que gostariam de reviver o momento em que Alaa foi anunciada como a vencedora deste ano, visite www.Anzisha.org/awards.

Distribuído pela APO Group em nome de Anzisha Prize.

Contactos para os órgãos de comunicação social:
Didi Onwu
African Leadership Academy
+27 11 699 3011
prize@anzishaprize.org or donwu@africanleadershipacademy.org
www.AnzishaPrize.org

Tonya Reid
Fundação Mastercard
treid@mastercardfdn.org

Sobre o Prémio Anzisha:
O Prémio Anzisha (www.AnzishaPrize.org) é oferecido pela African Leadership Academy em parceria com a Fundação Mastercard. Através do Prémio Anzisha, os organizadores buscam aumentar fundamental e significativamente o número de empreendedores geradores de empregos na África. Eles acreditam que a chave para fazer isso é testar, implementar e, em seguida, partilhar modelos para identificar, formar e conectar empreendedores muito jovens de alto potencial (15 a 22 anos de idade) para que muito mais organizações tenham melhor sucesso colectivo na criação de um grupo de empreendedores com capacidade para escala.

Sobre a African Leadership Academy:
A African Leadership Academy (ALA) (www.AfricanLeadershipAcademy.org) procura transformar África através do desenvolvimento de uma rede poderosa de líderes empreendedores que trabalharão em conjunto para alcançar um impacto social extraordinário. A cada ano, a ALA junta os jovens líderes mais promissores de todas as 54 nações africanas para um programa pré-universitário na África do Sul com foco em liderança, empreendedorismo e estudos africanos. A ALA continua a cultivar estes líderes ao longo das suas vidas, na universidade e fora dela, fornecendo liderança contínua e formação empresarial e conectando-os a redes de alto impacto de pessoas e capital que podem catalisar mudanças em grande escala. Para mais informações visite www.AfricanLeadershipAcademy.org.

Sobre a Fundação Mastercard:
A Fundação Mastercard (www.MastercardFDN.org) trabalha com organizações visionárias para permitir que jovens na África e comunidades indígenas no Canadá tenham acesso a um trabalho digno e gratificante.  É uma das maiores fundações privadas do mundo com a missão de melhorar a aprendizagem e promover a inclusão financeira para criar um mundo inclusivo e de igualdade. A Fundação foi criada pela Mastercard em 2006 como uma organização independente com o seu próprio Conselho de Administração e Gestão. Para mais informações sobre a Fundação, visite: www.MastercardFDN.org.