Fonte: Ministério da Saúde, Angola |

Coronavírus - Angola: Número de Infectados em Alta

País regista mais duas mortes e 58 pacientes recuperados

Os 58 pacientes recuperados, com idades entre dois e 61 anos, estão na província de Luanda

LUANDA, Angola, 4 de november 2020/APO Group/ --

A província de Luanda registou um óbito por COVID-19 e a de Cabinda igualmente, nas últimas 24 horas. As vítimas foram um homem e uma mulher de 76 e 78 anos, respectivamente.

Os casos positivos foram 349 neste mesmo dia, também com um registo de 58 pacientes recuperados da COVID-19, de acordo com o secretário de Estado para Saúde Pública, Franco Mufinda, durante a actualização dos dados da pandemia no país, nesta terça-feira, 03, em Luanda.

Dos 349 casos positivos, 27 foram notificados em Cabinda, 34 em Benguela, oito no Uíge, 12 na Huíla, um caso no Zaire, dois no Cunene, 36 casos no Namibe e 229 em Luanda, nas localidades de Belas, Cacuaco, Talatona, Maianga, Ingombota, Rangel, Kilamba Kiaxi, Samba, Sambizanga e Viana. As idades variam entre um e 81 anos, sendo 238 do sexo masculino e 111 do sexo feminino.

Os 58 pacientes recuperados, com idades entre dois e 61 anos, estão na província de Luanda.

O país tem agora um registo de 11.577 casos, dos quais 291 óbitos, 5.230 recuperados e 6.056 activos. Entre os activos, 16 estão críticos, 31 graves, 156 moderados, 366 leves e 5.230 assintomáticos.

Os centros de tratamento da COVID-19 estão a acompanhar 566 pacientes e nas últimas 24 horas tiveram altas16 pessoas, sendo nove em Luanda, cinco no Cuando Cubango, uma na Luanda Sul e igual número em Benguela.

As autoridades sanitárias mantêm sob vigilância epidemiológica 4.071 casos contactos directos e ocasionais dos casos positivos.

Nas últimas 24 horas, os laboratórios processaram 2.397 amostras e deste número 349 foram positivas, com uma taxa de positividade diária de 14.6 por cento. O registo acumulado é de 164.326 amostras processadas, das quais 11.577 positivas.

O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu 148 chamadas para pedidos de informação relacionada à COVID-19.

A equipa de saúde mental e de intervenção psico-social assistiu 326 pessoas, das quais 10 utentes e14 profissionais de saúde, 239 famílias e 63 pessoas pelas linhas 144 e 145.

A nível de cada província, Franco Mufinda informou que no Bengo há 18 casos confirmados, dos quais nove recuperados, duas mortes e sete activos; Benguela tem 346 casos, 88 recuperados, 14 óbitos, 244 activos; Bié contabiliza 32 casos e todos foram recuperados; em Cabinda há 293 casos, 83 recuperados, duas mortes e 208 activos e Cuando Cubango tem nove casos, dos quais três óbitos e seis activos.

Por sua vez, Cuanza Norte conta com 120 casos, dos quais 29 recuperados, um óbito e 90 activos; Cuanza Sul são 173 casos, cinco recuperados, três óbitos e 165 activos; Cunene 111 casos, quatro recuperados e 107 activos; Huambo notificou 66 casos positivos, dos quais 51 recuperados, duas mortes e 13 activos; na Huíla há 291 casos, seis recuperados, nove óbitos e 276 activos; Luanda, que é o epicentro na pandemia no país, notificou 9.441 casos, entre os quais 4.715 recuperados, 250 óbitos e 4.476 activos e Lunda Norte tem três casos, sendo um recuperado e dois activos.

Na província da Lunda Sul existem 12 casos positivos, três recuperados e nove activos; Malanje tem 161 casos, sendo um recuperado, uma morte e 159 activos; no Moxico foram registados oito casos, cinco recuperados e três activos; no Namibe há 142 casos, um recuperado, uma morte e 140 activos; no Uíge 79 casos, um recuperado, três óbitos e 75 activos e a província do Zaire totaliza 272 casos, dos quais 196 recuperados e 76 activos.

A província de Luanda continua a ser a única com transmissão comunitária, estando no nível quatro em termos de situação epidemiológica. Cabinda e o Zaire estão no nível três e as demais províncias estão no nível dois.

Franco Mufinda voltou apelar aos cidadãos para redobrarem as medidas de prevenção como a lavagem das mãos frequentemente com água e sabão, uso da máscara e a não violação das cercas sanitárias.

Distribuído pela APO Group em nome de Ministério da Saúde, Angola.